terça-feira, 18 de novembro de 2014

Os carros mais vendidos da história

Eles não revolucionaram a indústria automobilística com design ou tecnologia, e também não contam com motores poderosos. Mas esses automóveis conseguiram ser vendidos aos milhões na Europa, América e Ásia. Suas histórias explicam por que conquistaram o gosto de diferentes pessoas e se transformaram em ícones da indústria automobilística.

O japonês número um


Em 1997, o Toyota Corolla se tornou o carro mais vendido da história, ao superar as vendas do Volkswagen Beetle, popularmente conhecido como Fusca. Em seus 48 anos de vida, foram vendidas – até o momento – mais de 40 milhões de unidades. O Corolla foi fabricado no Japão em meados da década de 60 e se caracterizou por ser um veículo de custo e consumo baixos. Desde então, conquistou o mercado norte-americano e europeu. E sua liderança parece não correr perigo: ano passado, foi o carro mais vendido, com um milhão de unidades em todo o mundo.

Duas vendas por minuto


O segundo lugar é ocupado pela pick-up norte-americana Ford F-Series, com 35 milhões de unidades vendidas até hoje. Lançada em 1948, já conheceu 12 gerações e, por 24 anos, foi o veículo mais vendido nos EUA. Em 2003, calcula-se que era comercializada uma F-Series a cada 30 segundos. Nos últimos 20 anos, competiu com um número grande de modelos da General Motors, Chrysler e das japonesas Honda e Toyota, mas se manteve na liderança de seu segmento graças a uma ampla gama que inclui desde o F-150 ao gigante F-750 Super Duty, verdadeiras caminhonetes.

O "vento" mais vendido


Com trinta milhões de unidades comercializadas, sete gerações e 40 anos de vida, o Volkswagen Golf ocupa o terceiro lugar entre os carros mais vendidos do mundo. A primeira geração foi lançada em 1974 para suceder o modelo Beetle e teve a particularidade de ser projetada por Giorgieto Giuggiaro. O nome não tem nada a ver com o esporte, mas com um tipo de vento, um hábito que a empresa alemã manteve para batizar outros modelos, como o Jetta, o Bora e o Scirocco. Nos EUA e Canadá, foi denominado “Rabbit” e, no México, “Caribe”. Desde 2012, está à venda a edição Golf7, que conta com uma versão elétrica e o primeiro modelo híbrido.

Agrada a todos


O quarto lugar é para o carro mais conhecido do mundo. Sua imagem é um ícone do século XX e transcende a esfera automobilística. O nome oficial desse modelo é Volkswagen Type 1, mas ele é conhecido mundialmente como Beetle, ou Fusca. Começou a ser fabricado em 1938 e foi criado por Ferdinand Porsche, a pedido das autoridades nazistas, que queriam motorizar o povo germânico. Durante a Segunda Guerra Mundial, sua fabricação foi brevemente interrompida, mas isso não impediu que fosse transformado no carro produzido por mais tempo e de ter o design mais duradouro da história automobilística. Em 1998, foi lançado um novo e último modelo, conhecido como “New Beetle”, comercializado até 2003 – ano em que a Volkswagen decidiu parar de fabricar, depois de 21 milhões de unidades vendidas, o veículo mais popular do planeta.

Um americano com design europeu


O Ford Escort começou a ser fabricado em 1967, no Reino Unido, para competir com os fabricantes europeus, que passaram a produzir modelos de consumo baixo e manutenção barata. Em seus 33 anos de existência, foram criadas seis gerações e vendidas 20 milhões de unidades, figurando no quinto lugar na lista dos carros mais vendidos da história. Os primeiros modelos eram de tração traseira e, posteriormente, tiveram um design mais compacto. As últimas versões contaram com edições esportivas, que venceram inúmeros rallys. A montadora norte-americana decidiu substituí-lo pelo Ford Focus e parou de fabricá-lo em 2003. Porém, neste ano, lançou um novo modelo para a alegria de milhões de fãs em todo o mundo.

Fonte: History

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será moderado. Para garantir aprovação, por favor:

- Seja educado.

- Tenha conteúdo.

- Não utilize CAIXA ALTA, pois prejudica a leitura de seu comentário.

- Comentários com proselitismo religioso NÃO serão aceitos. Para isso existem as igrejas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...