segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Idoso amarra jegue em veículo e o arrasta por 4 km no interior de Sergipe

Vi as imagens do animal ferido. São imagens muito, muito fortes.

Fazer isso com um animal dócil, que não tem como se defender é o ápice da ignorância. Eu já disse antes e sempre repito, o ser humano deveria ser extinto.

Podiamos fazer um paralelo com o caso João Hélio. Ainda se lembram dele? Crianças também não tem como se defender. Porém, sem considerarmos as vítimas, esse caso ocorrido no Sergipe tem o agravante de ter sido cometido, pelo que parece, por prazer, diferentemente do caso João Hélio que resultou de uma ação criminosa. 

Prefeito de Graccho Cardoso/SE, Cassinho de Quixabeira do PSB. De acordo com informações colhidas, influenciou pela soltura do autor da barbárie!

Abaixo, trecho de duas reportagens sobre o caso. O primeiro é do G1 que oculta algumas informações. A reportagem completa pode ser lida clicando aqui. O segundo é do portal Mais Notícias, que pode ser lido na íntegra clicando aqui.

Por Denise Gomes para o G1.

"Um idoso, de 76 anos, foi preso na noite de sábado (16), suspeito de amarrar um jegue no reboque do veículo dele e arrastar o animal por cerca de 4 km, da zona rural até a entrada do município de Graccho Cardoso (SE), a 118 km de Aracaju. Alguns moradores da região, que presenciaram a cena, pediram que o idoso parasse o veículo, mas ele não atendeu e seguiu até a entrada da cidade, onde foi detido por policiais militares.

De acordo com a polícia, bastante ferido o animal foi socorrido e encaminhado ao Hospital Veterinário Dr. Vicente Borelli, em Aracaju, mas não respondeu aos medicamentos e teve que ser sacrificado. 'O animal estava bastante machucado, havia perdido tecido mole principalmente na área da cabeça, e por consequência acabou apresentando um edema cerebral. Além disso, teve perda do tecido ósseo na região dos membros anteriores. Os antibióticos usados não surtiram efeito e nós optamos por sacrificá-lo. Em cinco anos de carreira nunca vi algo parecido', afirmou o veterinário Jonathan Nantes.

O animal era de uma propriedade vizinha a do idoso e os donos não entendem o que levou o homem a cometer um ato como esse. ‘Canundo’ como era chamado pela dona, trabalhava carregando milho e água na fazenda da família.

Ainda segundo a polícia, o idoso encontrou o animal solto na estrada e o amarrou ao veículo iniciando o trajeto até a cidade. Marcas de sangue do animal puderam ser vistas em todo o trecho asfaltado da rodovia. Quando os policiais deram ordem de parada ao veículo, o animal já agonizava.

O idoso foi levado à delegacia onde prestou depoimento e foi liberado após assinar um termo se comprometendo à retornar ao local quando for convocado. De acordo com a esposa do fazendeiro, Marielza Costa, o marido está doente. 'Sei que pela vontade dele não foi, porque ele não mataria um animal', afirmou."

O que a reportagem do G1 propositalmente, creio, omitiu, mas o portal Mais Notícia, em reportagem de Munir Darrage, cita "é que a situação foi presenciada pelo deputado estadual capitão Samuel Barreto que se encontrava no município, e ao tomar conhecimento da covardia que havia sido praticada pelo idoso, acabou interferindo, tentando responsabilizar o elemento, porem o prefeito do município, 'achou que não foi nada e mandou libertar o elemento que praticou a selvageria', desabafou uma moradora que pediu para não ser identificada com medo de represálias do elemento e do prefeito.

Por telefone, o deputado Samuel Barreto se mostrou indignado e emocionado disse que 'no momento em que avistamos a selvageria, pedimos que o elemento fosse apreendido, porem sem ninguém entender o prefeito mandou soltar. Veja ai a foto do animal, que nós conseguimos encaminhar para Aracaju para ver se salva a sua vida', contou o parlamentar que também não entendeu a atitude do prefeito que de forma autoritária e irregular mandou liberar o elemento."

Em imagem disponibilizada no Facebook, o grupo de defesa dos animais RADAR reitera que o prefeito da cidade Cassinho de Quixabeira do PSB teve papel crucial na soltura do imbecil, identificado pelo Mais Notícia como Celso Ferreira de 67 anos, outra divergência em relação a notícia do G1 que além de não citar o nome do autor, informa que sua idade é 76 anos.

No campo destinado aos comentários da página do G1, cujo link encontra-se acima, um usuário afirmar que, o homem faz parte da alta sociedade da cidade de Graccho Cardoso e que goza de privilégios junto a elite política da cidade.

Algumas pessoas argumentarão que:

1 - Que a vítima foi um animal, não um ser humano e que por isso não há necessidade de tamanha revolta. Minha resposta a esse argumento é a mesma que eu já falei aqui no blog. Alguns animais, sobretudo mamíferos, possuem sistema nervoso complexo que lhes permite, assim como nós, sentir dor. Olhando por este ponto de vista biológico, é muita ignorância imaginar que por se tratarem de animais, estes possam sofrer atrocidades. Quem pensa assim tem enraigado uma linha de pensamento religioso que coloca os seres humanos em um patamar superior.

2 - Outros defenderão o prefeito, possivelmente argumentando que ele não teria poder para influenciar na soltura de ninguém. Quem argumentar isso provavelmente, ou vive em um país descente ou nunca viveu em uma cidade pequena. Aqui no Brasil, se em grandes metrópoles, os políticos já possuem poder de influência, imaginem em uma cidade pequena! Certamente o prefeito não deu a canetada que soltou o homem, mas pode ter exercido pressão. 

Tem gente que confia na Justiça, outros clamam pela divina. Eu já acho que esses dois deveriam ser amarrados em um carro e puxados por 4 km. Simples assim! Após isso, se sobrevivessem, poderiam continuar vivendo a vida deles normalmente.

Manifeste-se!

Perfil de José Nicácio Aragão, o Cassinho de Quixabeira no Facebook.

Link para o campo Fale Conosco no site do PSB. Certamnete não é interessante para o partido ter a imagem associada a esse prefeitinho.

Sinta-se livre para copiar este texto e reproduzi-lo onde quiser. Nem precisa dar os créditos, quero apenas que esse caso, que não recebeu a atenção da grande mídia, seja divulgado.

Manifesto da RADAR publicado no Facebook.

9 comentários:

  1. fiz um post sobre o material que enviou , obrigado


    http://o-mundoreal.blogspot.com.br/2013/02/homem-amarra-e-arrasta-um-jegue-com-o.html

    ResponderExcluir
  2. Tem gente que confia na Justiça, outros clamam pela divina. Eu já acho que esses dois deveriam ser amarrados em um carro e puxados por 4 km. Simples assim! Após isso, se sobrevivessem, poderiam continuar vivendo a vida deles normalmente.
    Tô contigo.

    ResponderExcluir
  3. Tinha que pegar um sujeito desse que fez isso com o animal,da lhe uma surra de chicote e por salmora no corpo dele,isto é um monstro.

    ResponderExcluir
  4. Algo desta forma deveria ser caso de cadeia sem a necessidade de julgamento, o culpado da soltura não foi o prefeito e sim o povo, pois nestes momentos que a gente ve a importancia do voto... mas fique tranquilo o proximo a ser arrastado devera ser o burro do prefeito.

    ResponderExcluir
  5. Eu gostaria muito de se encontrar com esse Monstro. Só Deus sabe o que eu faria.

    ResponderExcluir
  6. Poucas coisas hoje em dia me fazem chorar, mas não teve como conter o choro lendo essa materia e vendo as fotos desse animal
    Gente, não é possivel que fique por isso mesmo
    um velho monstro desse merecia ser linxado
    DIVULGUEM!!! As pessoas que moram nessa cidade podem fazer alguma coisa ainda!!!

    ResponderExcluir
  7. Tomara que este homem morra da pior forma possível.

    ResponderExcluir
  8. Devia pegar esse desalmado fazer a mesma coisa que ele fez com o jegue pra ver como é, se esse prefeito diz que não é nada deveria ser arrastado por 4kh também, acho que mudaria de opinião, por isso que digo quanto mais conheço os 'humanos' mais gosto dos animais.

    ResponderExcluir

Seu comentário será moderado. Para garantir aprovação, por favor:

- Seja educado.

- Tenha conteúdo.

- Não utilize CAIXA ALTA, pois prejudica a leitura de seu comentário.

- Comentários com proselitismo religioso NÃO serão aceitos. Para isso existem as igrejas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...