sábado, 26 de janeiro de 2013

Trilha sonora de filmes dos Anos 80 - Scarface

Scarface, filme dirigido por Brian de Palma,  e lançado em 1983, é um dos filmes mais controversos de todos os tempos. Pela sinopse, quem não assistiu entenderá porque. Basicamente o filme conta a história de um criminoso cubano exilado (Al Pacino) vai para Miami e em pouco tempo está trabalhando para um chefão das drogas. Sua ascensão na quadrilha é meteórica, mas quando ele começa a sentir interesse na amante do chefe (Michelle Pfeiffer) este manda matá-lo. No entanto ele escapa do atentado, mata o mandante do crime, fica com a amante dele - mas simultaneamente sente desejos incestuosos por sua irmã (Mary Elizabeth Mastrantonio) - e assume o controle da quadrilha. Em pouco tempo ele ganha mais dinheiro do que jamais sonhou. No entanto ele está na mira dos agentes federais, que o pegam quando ele está "trocando" dinheiro. Mas seu problema pode ser resolvido se ele fizer um "serviço" em Nova York para um grande traficante e pessoas influentes, que podem manipular o poder para ajudá-lo. Porém, a missão toma um rumo inesperado quando, para concretizá-la, ele precisa matar crianças. 

A trilha sonora é liderada pelo hit "Push it to the Limit" interpretado por Paul Engemann, músico que mais tarde integrou o Animotion. Cinco das canções do filme podem ser encontradas na rádio fictícia Flashback 95.6 do jogo GTA III.

Trailer




Scarface Main Theme - Giorgio Moroder





Rush Rush - Debbie Harry



Shake It Up - Elizabeth Daily 

   


Dance Dance Dance - Beth Anderson 




Turn Out The Night - Amy Holland


Shake It Up - Elizabeth Daily




Push it to the Limit - Paul Engemann




Compõem ainda o álbum com a trilha deste filme:

Vamos a Bailar - María Conchita Alonso

Tony's Theme" - Giorgio Moroder

Gina's and Elvira's Theme - Helen St. John

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será moderado. Para garantir aprovação, por favor:

- Seja educado.

- Tenha conteúdo.

- Não utilize CAIXA ALTA, pois prejudica a leitura de seu comentário.

- Comentários com proselitismo religioso NÃO serão aceitos. Para isso existem as igrejas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...